segunda-feira, setembro 25, 2006

Lula, ética e merda...

A consagração da merda
“Compare-se o Lula de hoje com o Lula do seguinte trecho de seu discurso de posse: ‘O combate à corrupção e a defesa da ética no trato da coisa pública serão objetivos centrais e permanentes do meu governo. É preciso enfrentar com determinação e derrotar a verdadeira cultura da impunidade que prevalece em certos setores da vida brasileira’.
Pronto, está demonstrado o estelionato eleitoral praticado em 2002. Vai-se repetir agora, ao que tudo indica, mas já não como estelionato. O eleitor está informado que o presidente botou a mão na merda. Mas não se importa.”
(“A consagração da merda”, Clóvis Rossi,
Folha de São Paulo, quarta-feira, 30 de agosto de 2006. Foto.)

Blogagem coletiva. Voto com ética. Brasil, 25.09.06

5 comentários:

tertu disse...

paulo,
apesar de todos os escãndalos,a fama do presidente continua em alta. fazer o quê???
abs.tertu

Laura disse...

A Folha pega pesado, acho feio... sei lá, não sou a favor de Lula, mas não gosto desta linguagem. abs, laura

gugala disse...

quando a ética for asséptica, o que me parece redundante, aí ela será realmente ética. Por enquanto está mais prá caquética mesmo. abç

Lino Resende disse...

Paulo:
É a velha história do faço o que digo, não o que faço. E olha que o Clóvis Rossi já foi alinhado e aliado a ele.
Deve saber o que está falando.

Mani disse...

Será que o eleitor não se importa mesmo??? vejamos no dia 01 de outubro...