quarta-feira, outubro 04, 2006

Tributo paga a mentira

Os quem nasceram, visitam ou passaram a viver em Natal já se acostumaram a toda sorte de petalhadas, mentiras bem nutridas veiculadas em milionárias campanhas publicitárias, a fim de lograr, trapacear, iludir e engabelar os nativos e turistas, com mensagens grandiloqüentes mas absolutamente vazias acerca do paraíso terrestre em que teria se transformado a capital dos potiguares.
Agora mesmo o prefeito Carlos Eduardo Alves se encontra num cambapé, completamente baratinado, com a situação criada dentro da Secretária Municipal do Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), em torno da anulação das licenças dadas pela Semurb para a construção de cinco torres próximas ao Morro do Careca, tendo como base parecer da Procuradoria Geral do Município, elaborado depois do licenciamento feito pela mesma Semurb.
Para a proibição dos prédios, alega a Prefeitura do Natal que não foram levados em conta aspectos não analisados pela Semurb, como ausência de estudo de impacto ambiental, ausência de parecer do Conselho Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (Conplam), e a preservação de áreas de interesse turístico. Nada disso a publicidade sobre a atual administração do município, que enfeitiça e fascina com todo tipo de sortilégio, cogita. Ahn, tudo é sonho, estupor, uma loucura de verão, no melhor dos mundos. (Foto.)

Um comentário:

tertu disse...

paulo,
aos poucos ponta megra está sendo vendida aos gringos,incluindo o morro,igual à amazônia.
essa decisão do prefeito deve-se principalmente á pressão feita pelo jornalista yuno silva,no:
http://www,sospontanegra.blogspot.com
estaria pior...abs.teretu