sábado, dezembro 09, 2006

François Silvestre revela Foliaduto

Enfim, os bastidores do Foliaduto
"Todo governo é sujo" é o título do livro que o procurador do Estado e ex-presidente da Fundação José Augusto (FJA), François Silvestre, está produzindo, a fim de colocar de volta nos eixos o universo em que ele navegava com segurança e solidez, e que foi destroçado por completo durante as investigações do rumoroso caso conhecido por Foliaduto. O livro, com suas revelações, evidentemente, promete transformar-se num best-seller, ou seja, uma obra campeã de vendas, tendo em vista o "assunto sujo" de que irá tratar, o "jogo sujo" que irá destrinçar, nascido nos intestinos de uma governo que acumula, ao longo do tempo, uma tenebrosa série de desvios de conduta e crimes contra o patrimônio público.
O livro de François, um poeta, escritor e homem de bem, tem como subtítulo "Do pato do gavião ao foliaduto", sendo que o lançamento da obra deverá coincidir com o início do segundo mandato da governadora socialista Wilma de Faria (PSB).
François, aguarda-se, deve trazer a público um verdadeiro esgoto de informações, pois se deu durante a sua gestão, no primeiro mandato da professora socialista, o escândalo das "bandas fantasmas", que chegaria aos tribunais conhecido como foliaduto. O golpe chegou a desviar mais de R$ 2 milhões dos cofres públicos, numa véspera de eleições, daí acreditar-se que seriam recursos para alimentar o Caixa 2 da campanha do grupo governista. (Charge: Antonio Amâncio)

Um comentário:

tertu disse...

esperamos que o livro revele tudo,mas TUDO mesmo!
abs.tertu